Últimas Notícias

LUTO. Pedro morre aos 7 anos, vítima da "construção civil"

Data: 05/10/2014

LUTO. Pedro morre aos 7 anos, vítima da "construção civil"

LUTO. Uma vida ceifada aos 7 anos de idade,vítima da “construção civil”


   Pedro Henrique de Oliveira com sete anos de idade morre na tarde deste último sábado 04 de Outubro de 2014, enquanto brincava, e uma  “ coluna “ de alvenaria o atingiu.


   No local , uma chácara de lazer, localizada no bairro Derby Club, em Barretos,SP, onde ocorriam os preparativos para uma festa de aniversário e as crianças brincavam sob a supervisão dos pais, Pedro estava em uma espécie de rede destas que ficam suspensas e o que foi relatado por familiar a rede tinha um lado fixado em uma  “ coluna” que ruiu quebrando-se  em  algumas partes e uma delas atingiu de forma fatal  Pedro Henrique, levando-o  a óbito. 


   Informou ainda  que os restos da “coluna “  deixaram à mostra que não possuía o necessário núcleo de ferragens  e nem a  respectiva estrutura de fixação ,  sustentação,  de fundação ou alicerce.


   Esta ocorrência é de fato mais um alerta, pedindo soluções, pois fatos como estes tendem a repetir. Não é novidade, já vimos no noticiário relatos onde obras que causaram vítimas  não estavam completas nos seus devidos licenciamentos.


   Entendemos que atualmente  não existam  mecanismos eficazes no Brasil que impeçam a ocorrência de vítimas decorrentes de erros na construção civil, pois é obvio se houvesse eficácia, não existiriam inocentes vítimas , subtraidos repentinamente da família,e da vida,   como  Pedro Henrique.


   Este é um assunto sério, e como tal exige atitutes  claras para que  a reincidência de vítimas na construção civil como a do  episódio, não mais ocorram  por motivos que gravitam  na negligência, ignorância e falta de mecanismos reguladores. 


   Atualmente  qualquer pessoa  pode comprar material construtivo para construção civil e iniciar uma obra de reparo, ampliação ou construção. Depois  “ vai atrás das autorizações”.


   Entendemos que isto deve mudar, isto deve ser regulamentado por um código impeditivo de erro construtivo, como o ocorrido. A compra de material construtivo para  construção civil deveria ser permitida somente mediante apresentação de documentação comprovante da   existência de um responsável técnico pela obra, e também que ela esteja  autorizada pelo órgão competente.


   Enquanto isto não ocorrer , as construções sem embasamento técnico continuarão a ocorrer, e famílias continuarão a sofrer com a perda estúpida dos seus entes queridos, como a do pequeno Pedro Henrique.


 


Editorial


Universo Construir


Por: José Carlos Silva

Mais Notícias